Abril Branco 2021 impacta mais de 3 milhões de pessoas

Abril Branco 2021 impacta mais de 3 milhões de pessoas

Campanha desenvolvida pela ONG Projeto Camaleão contou com a parceria do Sistema Unimed-RS, por meio do Instituto Unimed/RS, Central de Serviços e Federação, e procurou chamar atenção para formas de prevenção, sintomas, diagnósticos e tratamentos dos mais diversos tipos de câncer.

Com mais de 3 milhões de pessoas impactadas por meio de ações nas redes sociais, reportagens em veículos de comunicação e anúncios distribuídos em diferentes mídias, a 5a edição da campanha ‘Abril Branco – o câncer em todas as cores’ alcançou o maior público de sua história, iniciada em 2017.
Graças aos diferentes canais de acesso, pessoas com câncer de todo o Brasil, familiares, ONGs, profissionais da saúde, imprensa e demais interessados puderam tirar dúvidas, compartilhar sentimentos, manifestar solidariedade e produzir informação de qualidade, chamando a atenção para formas de prevenção, sintomas, diagnósticos e tratamentos dos diferentes tipos da doença, que somente neste ano atingirá cerca de 625 mil brasileiros, conforme o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Número de pacientes atendidos triplica durante o mês

Com sede em Porto Alegre, a ONG Projeto Camaleão, instituição responsável por liderar o Abril Branco, pode medir na prática a importância e os resultados da campanha. Em 30 dias, foram registrados 45 novos pacientes (índice três vezes maior do que a média mensal), além da realização de quase 800 atendimentos e apoio direto a 278 pessoas (pacientes, familiares e cuidadores).
Para a co-fundadora e Presidente da ONG Camaleão, Flavia Maoli, o Abril Branco 2021 marcou a consolidação da proposta e consagrou junto aos parceiros e, especialmente, aos participantes, o sentimento de pertencimento, fator determinante na adesão dos pacientes ao tratamento, na recuperação da autoestima e na qualidade de vida, permitindo que eles se sintam incluídos e não deixem de lado atividades sociais e laborais. “O legado da campanha vai além do que fizemos em abril. Por isso, estamos muito felizes com a repercussão e o impacto alcançado. Gostaríamos de agradecer àqueles que acreditaram no projeto e, por meio de investimento social, nos apoiaram, em especial o Instituto Unimed/RS, Astellas, Novartis e a BeChange”, destaca Flavia – que já trabalha na 6a edição do Abril Branco, prevista para 2022.

Conforme o diretor administrativo do Instituto Unimed/RS, Alcides Mandelli Stumpf, a aproximação da cooperativa médica com o Projeto Camaleão, iniciada ainda no fim de 2020, via Central de Serviços Unimed/RS, dialoga de forma direta com a proposta do Sistema Unimed gaúcho e seu compromisso de promover a saúde das pessoas, por meio de ações sociais e parcerias que permitam oferecer uma melhor qualidade de vida. “Embora já conhecêssemos a qualidade do trabalho do Projeto Camaleão, ficamos positivamente impressionados com os números do Abril Branco. Estamos cientes de que foi possível levar à sociedade informações capazes de propiciar acesso a tratamentos adequados para a doença, o que se reflete, objetivamente, no aumento dos atendimentos e de pacientes recebidos pela ONG ao longo do mês. Equipes e parceiros estão de parabéns”, pontua o dirigente.
Por parte da Unimed, se envolveram no Abril Branco, além do Instituto, a Central de Serviços e a Federação Unimed/RS.

O que rolou no Abril Branco

– Cinco edições do Conversas Abertas, série de encontros on-line que reuniu, todas as quintas-feiras à noite, especialistas de diferentes regiões do país para discutir com pacientes e pessoas interessadas temas como: direitos da pessoa com câncer; paliativismo; nutrição; câncer e covid-19; além de sexualidade e câncer;
– Produção de conteúdos diários falando sobre os diferentes tipos de câncer no site e redes sociais da Camaleão, além da divulgação de reportagens, entrevistas e vídeos relativos ao tema na imprensa;
– Conexão de pacientes com ONGs de apoio distribuídas em todo o Brasil, por meio da divulgação no site Abril Branco;
– Venda de produtos e serviços (camisetas, bijuterias, café, design de sobrancelhas e outros) por parceiros com reversão de % para a ONG Camaleão;
– Esclarecimentos e cobranças a respeito do cumprimento da Lei dos 30 Dias, que deve garantir o diagnóstico do câncer dentro deste período pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e a Lei dos 60 Dias, que garante o início do tratamento oncológico em até 60 dias pelo SUS.

Data oficial

Junto à Assembleia Legislativa do RS, o mês também foi marcado por importante avanço em relação à proposta de tornar o ‘Abril Branco’ data oficial no calendário do Estado, a fim de marcar a luta e conscientização contra todos os tipos de câncer, como já ocorre com o Outubro Rosa, destinado às discussões sobre o câncer de mama. Para tanto, já há projeto de lei tramitando na casa (PL 48/2021), de autoria do deputado Dr. Thiago Duarte. Além disso, a Presidente do Camaleão, Flavia Maoli, apresentou em reunião on-line da comissão de Saúde e Meio Ambiente do parlamento gaúcho, no dia 27 de abril, as ações e o trabalho desenvolvido através da campanha.

 

Trav. Miranda e Castro, nº 49
Bairro Santana – Porto Alegre/RS – CEP 90040-280
Telefone 51 3201.1375

copyright © Instituto Unimed RS – Todos os direitos reservados – Powered by BRIO