“Felicidade e Produtividade: As duas faces da moeda da sustentabilidade” foi o tema da palestra da pensadora digital, Martha Gabriel, durante a abertura do Ciclo de Palestras 2018 do Instituto Unimed/RS em parceria com a Ocergs-Sescoop/ RS, realizado em Passo Fundo, sede da Unimed Planalto Médio/ RS no dia 22/6.

O evento contou com a presença de médicos cooperados, colaboradores e parceiros comerciais da Unimed Planalto Médio/RS, sob a liderança do presidente da Singular de Passo Fundo, Luiz Antonio Albuquerque, e do diretor do Instituto Unimed/RS, Alcides Mandelli Stumpf. Para ambos,a

palestra de Martha Gabriel superou as expectativas trazendo elementos importantes de gestão, além de reflexões sobre a própria existência do ser humano.

As quatro dimensões

Replicando uma máxima Zen, pela qual quem é mestre na arte de viver, pouco distingue entre trabalho e lazer; mente e corpo; estudo e recreio, Martha Gabriel indicou, a partir do acréscimo de estudos e pesquisas contemporâneas, que quem trabalha feliz rende mais e tem benefícios na saúde e nos relacionamentos.

Ela apontou, todavia, que a felicidade tem se tornado um

recurso escasso. “A economia e a sociedade têm deixado a felicidade em uma posição secundária devido às pressões sociais e estabelecimento de padrões gerais para todos, que afetam a sustentabilidade humana”, alertou.

Para Martha Gabriel, a produtividade na era da economia digital é questão chave no cenário competitivo internacional e o desafio é crucial no contexto brasileiro. No entanto, o sucesso das empresas no mercado depende de uma rede de pessoas que façam a diferença e, para isso, é preciso alinhar vida pessoal e trabalho, gerando resultado às empresas e felicidade aos colaboradores.

Nesta perspectiva, a palestrante indicou a necessidade de que as pessoas – nos diversos níveis organizacionais – estejam atentas aos quatro pilares da sustentabilidade do ser:

# Físico: Cuidado com o corpo, a partir de alimentação saudável, horários de repouso/sono adequados e exercícios;

# Mental: Determinante na tomada de decisões e na capacidade de lidar construtivamente com a realidade;

# Espiritual: A busca pelo propósito de cada um diante da vida, levando em consideração o ‘bem’ que se faz ao próximo;

# Ético: Pelo qual se determina o grau de sustentabilidade das relações que a pessoa tem em sociedade.

Frases e pensamentos de Martha Gabriel

Ao final de 1h30 de palestra, Martha Gabriel – que havia re­tornado de eventos na Colômbia e México direto para Passo Fun­do – respondeu a questionamen­tos do público e deixou, entre outros, os seguintes pensamen­tos/reflexões:

– “Felicidade é escolher os problemas certos para resolver”;

– “Aquilo que medimos afeta aquilo que fazemos”;

– Citando Mahatma Gandhi: “A ação expressa as prioridades”;

– “O que nos tornará diferentes dos robôs/inteligência artificial será a emoção; a empatia; e a ética”;

– “Saúde é sustentabilidade”;

– “A mudança da escassez determina a mudança de uma era”;

– “A felicidade passa por bons

relacionamentos”;

– “Nosso tempo tem demandas ilimitadas para recursos naturais limitados”;

– “A economia da felicidade, pela qual o modelo de progresso seria determinado por índices de Felicidade Interna Bruta (FIB) teve início com o rei do Butão, na década de 1970. Naquele tempo, poucos levaram o rei a sério; hoje, talvez, estas mesmas pessoas estejam arrependidas”;

– “Vivemos na era da crise de espiritualidade, por isso os índices de suicídio têm aumentado vertiginosamente, especialmente entre os jovens”;

– “Você não consegue ser feliz se as pessoas que estão o seu redor estão infelizes”.

Por Salus Loch

Digite a busca desejada e tecle [enter]